sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

Pão de Mel Judaico



Fazia muito tempo que eu queria fazer uma receita judaica...coisas de família. Então, depois da minha mudança, resolvi pegar todas as minhas 345.698 revistas de culinária que não tinham mais espaço na minha casa e resolvi só tirar as páginas daquelas receitas que eu realmente gostaria de fazer um dia e colocar tudo numa pasta pra aliviar espaço pra gente.
Nesta brincadeira acabei pegando um monte de receitas que eu tinha separado há tempos e fui separando por prioridade, e acabei garimpando esta que foi muito bem garimpada. É divina e fácil de fazer, como sempre.

Ingredientes:
4 ovos (claras separadas das gemas)
250g de açúcar peneirado
1 xícara de mel
1/2 xícara de café forte
1/2 xícara de óleo de milho
1 e 1/2 colher de chá de bicarbonato
350g de faringha de trigo peneirada (+ um pouco para polvilhar a fôrma)
1 xícara de amêndoas laminadas
óleo para untar




Modo de fazer:
Dissolva o bicarbonato no café e reserve.
Bata as claras em neve e incorpore o açúcar e as gemas. Continue batendo até a mistura triplicar de volume.
Com a batedeira desligada, acrescente o mel, o café com bicarbonato, o óleo, a farinha de trigo e, por último as amêndoas. Misture delicadamente.
Unte a fôrma com óleo e farinha e despeja a massa de bolo nela.
Leve o bolo para assar no forno preaquecido a 180oC por 20 minutos. Diminua a temperatura para 150oC e asse até fazer o teste do palito e o mesmo sair limpo.


segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

Caprese ao forno



Pra nós duas aqui em casa não tem coisa mais gostosa do que comer uma boa e velha bruschetta nos fins de semana. è sempre uma opção saborosa, light e muito fácil de fazer.
Esta é um pouquinho mais elaborada do que as que costumo fazer e por isso tem um sabor tão diferenciado.
É sempre assim quando a gente usa ingredientes simples e de primeira qualidade.

E já que eu faço tanta bruschetta e gosto tanto resolvi pesquisar um pouquinho sua origem e pra quem achar interessante (antes da receita) aprenda um pouco.


A bruschetta surgiu no período da Antigüidade, entre os trabalhadores rurais italianos, que inventaram a fórmula para aproveitar as sobras dos pães do dia anterior. E a receita deu tão certo que passou a ser apreciada em todo o território, em diversas formas. 
 
A bruschetta pode substituir de forma muito agradável as pizzas. O antepasto à base de pão tostado, assim como a pizza, pode ser preparado com as mais variadas combinações e é também um ótimo acompanhamento para as reuniões à mesa. 
 
Já a pizza, que chegou ao Brasil na bagagem dos imigrantes italianos por volta do século XX, ao contrário do que muitos pensam, é uma invenção dos egípcios, os verdadeiros criadores da massa à base de farinha. 
 
A palavra bruschetta deriva de “bruscato” que em italiano significa tostado ou torrado e tem origem nas regiões do Lazio e de Abruzzo. Na região de Toscana o antepasto é chamado “fetunta”, de “fetta unta”, que na Itália quer dizer fatia untada. 
 
A clássica bruschetta é feita com uma fatia de pão italiano rústico, de farinha escura e grossa, de casca dura, tostada na grelha, esfregada com alho, untada com abundante azeite e polvilhada com sal e eventualmente com pimenta-do-reino. 
 
Há, porém, incontáveis variações para se preparar uma boa bruschetta. Na Toscana, o pão local, feito sem sal é guarnecido com "fagioli al fiasco", ou seja, feijão branco cozido com ervas e alho ou então, com "cavolo nero", couve picado bem fininho e aferventado em água e sal. 
 
Como os pães italianos são diversificados, variando de região para região, a bruschetta possui sabor e aparência com características distintamente regionais. Na Puglia e na Campania, por exemplo, é feita com um pão crocante, chamado "frisella" ou "frisedda". Na Calábria, Sicília e Basilicata, a bruschetta é feita com um pão comprido de semolina e sementes de gergelim, guarnecido com tomates, azeite e orégano. (fonte: http://www.cantinavillaitalia.com.br/)


Ingredientes:

4 fatias de pão italiano
1 tomate
4 bolinhas e mussarela de búfala
6 azeitonas pretas
2 filés de anchova em conserva
parmesão ralado
azeite e sal
manjericão fresco

Pra ser bem honesta com vocês eu não sou fã de anchovas e azeitonas, então dei uma adaptada na minha receita, mas vou colocar aqui a receita original e quem quiser pode me perguntar sobre minhas mudanças ok?





Modo de preparo:
Corte o tomate em fatias e as mussarelas ao meio. 
Tire o caroço das azeitonas e pique-as finamente, juntamente com os filés de anchova, para obter um creme. Se precisar use um pilão para amassar os dois juntos.
Espalhe azeita numa assadeira e acomode as fatias de pão. Tempere-as com mais azeite e sal. Em seguida coloque as fatias de tomate (2 rodelas em cada pão) e passe o creme de azeitonas e anchovas por cima delas. Por último, acrescente a mussarela (meia bolinha em cima de cada tomate) e o parmesão.
Leve ao forno a 220 oC por 15 minutos. Retire e coloque o manjericão enfeitando por cima e sirva quente.